Pedestres aguardam para atravessar a rua em frente à Estação de Kanazawa (金沢駅).

No Japão, em Kanazawa mais especificamente, é difícil ouvir uma buzinada no trânsito. O respeito é a palavra chave. Sempre que um veículo está dobrando uma esquina, deve dar preferência para os pedestres que estão cruzando. E assim acontece. Arrisco dizer, que em Kanazawa, dá para atravessar de olhos fechados.

Outra coisa que reparei foi que muitos japoneses não ficam olhando para os carros para atravessar. Mesmo que não tenha carro passando e o sinal esteja vermelho para os pedestres, eles não atravessam, simplesmente porque o sinal não está autorizando a travessia. Outro detalhe, aqui não existe a história de não deixar o motorista do lado mudar de faixa. É só dar sinal que o motorista de trás deixa você passar.

Quando cheguei a cidade, peguei um táxi e o motorista chegou perto do cruzamento e se esqueceu de ir para a faixa do canto para poder fazer a conversão. No Brasil é muito comum os espertinhos se enfiarem numa faixa que é obrigatória virar, para escapar do tráfego, e depois tentar retornar para a faixa do meio. Pois aqui, o taxista seguiu reto e virou na próxima esquina.

Talvez seja um dos motivos de a longevidade do japonês ser muito maior que a do brasileiro. Se todos respeitam as regras, não há porque se estressar e mesmo o trânsito pesado da hora do rush não vira algo infernal.

Anúncios