Um velho ditado diz que relembrar é viver. É interessante que, mesmo que você tenha menos de 30 anos, com o passar do tempo você começa a achar que o passado era um tempo melhor que o presente. Em relação à infância, não há quem não pense que a sua época de infância era melhor do que a das crianças de hoje.

Os japoneses também estão descobrindo que relembrar é fazer dinheiro. No caso dos tokusatsus, a Toei acertou em cheio com o Kamen Rider Decade, na comemoração dos 10 anos das séries da Era Heisei. Pois além do tradicional marketing para atrair as crianças, os pais também foram atraídos para rever os heróis de sua infância.


Aqui no Brasil há um bom exemplo sobre isso, pessoas que depois de crescer nunca mais assistiram a um toku, por causa da aparição do Testuo Kurata (Issamu Minami), o Kamen Rider Black, em Decade, assistiram o novo Rider. Isso propicia o que as empresas japonesas mais gostam: aumento no faturamento.


A fórmula foi tão acertada que, para comemorar a 35ª série Super Sentai, todos os 34 sentais anteriores estão de volta. Na nova série, Kaizoku Sentai Goukaiger, os protagonistas podem, inclusive, se transformar em qualquer herói colorido dos últimos 35 anos. E a Toei prometeu que todos vão aparecer. Mais de 180 heróis coloridos que já defenderam a Terra (leia-se Japão).

Os Kamen Riders também estão completando 40 anos de proteção do planeta Japão. E dá-lhe encher a tela de heróis. Os Transformers, sucesso na década de 1980, voltaram com força nas tela de cinema e conquistaram uma nova geração. Os Thundercats em breve vão dar o ar da graça em um novo desenho animado. Os Cavaleiros do Zodíaco continuam com novos mangás e animês e Dragon Ball Z voltou como UIltra Mega Super Sayajin 999³, em alta definição, em Dragon Ball Kai.

Se para alguns os bons tempos estão de volta, as contas bancárias vão entrar em maus tempos, para alegria de várias empresas de entretenimento. Vamos brindar o futuro recebendo o passado de volta!

Anúncios