’15’, filme de Cingapura de 2003, do diretor Royston Tan, é uma obra frenética e impactante, que dá voz a uma juventude que muitas vezes tentamos colocar à margem, ou apenas decidimos não enxergar.

O filme conta a história de cinco adolescentes de 15 anos que vivem envoltos em brigas de gangue, drogas e autodestruição. A ideia surgiu de um curta-metragem que Tan realizou em 2002 sobre o mesmo tema. Todos os atores são jovens que foram recrutados em escolas e nas ruas e que realmente vivem o tipo de vida que representam na tela. Isso confere ainda mais realismo ao filme, principalmente nas cenas mais dramáticas.

’15’ mostra que a falta de compreensão é um dos abismos que empurram esses adolescentes para a margem. A solidão e as dúvidas deles são as mesmas de muitos de nós e o que buscam é algo comum a todos: amor e companhia. Tan conseguiu humanizar o que vemos apenas como delinquentes.

Com tudo isso, a censura de Cingapura foi pesada contra o filme, com 27 cenas cortadas. Para expressar sua revolta, Royston Tan rodou um curta-metragem satírico contra a censura no país. Depois de tudo, um depoimento do cineasta no início de ’15’ mostra o que o filme representou para ele: “Eu apenas queria fazer um filme sobre a vida deles. Entretanto, durante as filmagens, eu me reconciliei com uma parte minha que havia ficado esquecida”.

Anúncios