‘Henjel gwa Geuretel’, filme coreano de 2007 do diretor Pil-Sung Yim, é uma dark fantasy, uma legítima história nos moldes dos irmãos Grimm. Muitos conhecem os contos dos irmãos alemães por meio de filmes da Disney. Pois esqueça, os norte-americanos destruíram as histórias e as tornaram dramalhões mexicanos água com açúcar.

‘Hansel and Gretel’ é conhecido no Brasil como ‘João e Maria’. A história de dois irmãos que foram abandonados na floresta pelo pai e encontram uma casa feita de doces. Lá, a boa velhinha se mostra uma diabólica bruxa canibal que encontra seu destino quando os irmãos a empurram no forno a lenha. É quase a Santa Inquisição purificando a alma pecadora da velha.

No filme coreano, a alusão a ‘João e Maria’ aparece ao longo de toda a história, mas é no final que a presença do conto dos irmãos Grimm fica clara. Imagine que você está em um momento complicado da sua vida. Sua mãe está gravemente doente e sua mulher grávida e cheia de problemas. Na estrada, você bate o carro e capota para dentro de uma floresta. Desorientado, sai do veículo e uma garota com um lampião o guia até a casa onde ela vive com os pais, um irmão e uma irmã.

Você é muito bem acolhido e não percebe que tudo parece artificial, com uma felicidade exagerada. O problema é ir embora. Por mais que ande pela floresta, você só chega a um lugar, a própria casa de onde saiu. Todos que algum dia lá chegaram, nunca mais saíram. E ao mesmo tempo que tudo parece tão doce e singelo, é extremamente agoniante e sufocante.


Quando dirigiu este filme, Pil-Sung Yim disse que faria uma homenagem aos clássicos contos dos irmãos Grimm. Mas ele foi além, e criou um novo conto-de-fadas grimminiano. Com certeza, ficar eternamente preso no melhor dos paraísos é nada mais que não sair do pior dos infernos.

Anúncios